24.3.08

.vou seguindo as notas do simulacro.

Sou assim mesmo, quase um simulacro.
Eu sei que poderia escolher o mais fácil, mas não adianta, sempre corro atrás do mais difícil. Pra mim tenho a culpa de todas as culpas, e as que não tenho, é óbvio, tomo-as para mim.
As crises de segunda-feira à noite sempre me tomam, eu sinto um vazio, não consigo me achar. E as quartas-feiras eu normalmente me acho, mas ai ataca-me uma crise de desagrado.
Tem gente que acha que eu ganharia um Oscar por causa da dramatização que faço e tem gente que acha incrível esse meu jeito de ser , tão alegre e melancólica. Eu ... acho insuportável.
Tá, às vezes eu me acho a pessoa mais legal do mundo, mas só às vezes.
Eu não suporto que me escolham caminhos, mas fico puta comigo mesma porque há um tempo eu tenho deixado a vida escolher por mim. Tenho (quase) tudo, mas sinto-me completamente sem nada.
É desse jeito mesmo, contraditório. Quando vou, a chuva cai, quando caminho, o sol não brilha e quando brilha, surge com aquele tom amarelado horrível que eu chamo de pureza.

Me dá medo crescer. Mas acho que já cresci rápido demais.
Eu me afobo e paro. E quando paro ... fico afobada.
Acho que o tempo passou e dessa vez eu não fui junto.
Diga-me, você gosta de mim por tudo o que eu sou?! E pelo o que eu não sou, continuo agradando?!
Porque eu vou lhe dizer uma coisa, eu sofro. Primeiro porque eu não sei ser não sendo. Pra mim não ser, é ser sem escolher. E eu gosto de escolher.
Sabe porque eu não me encontro?! Porque por definição eu sou contraditória, e quem é contraditória não pode definir-se.
Meu problema, eu sei, sou só eu. Não me odeie por eu ser assim.

Na minha vida há um buraco, e eu não sei do que ele é feito.

2 comentários:

barbaramazzola disse...

Isso, além de simulacro, é dialética!
Você tem a riqueza de se reconhecer dialética! A contradição é o que existe! Ela própria É a existência de todas as coisas.
A contradição faz a gente da gente ser humano. Ser humano tem a possibilidade de ser o bom e o mau ao mesmo tempo. Ninguem, NINGUÉM existe sem uma contradição. O que acontece é que as pessoas estão obnubiladas de mais pra se perceberem.. aí.. elas fingem que está tudo bem, que a vida é sempre feliz, que o cotidiano é simples, que elas continuam as mesmas.... Mas tudo isso.. é mentira, é defesa, minha querida amiga Borboleta. E defesa é atitude de quem tem medo. Quem tem medo... sofre.
Então.. já que você percebeu a si mesma como ser mutante, contraditório... usufrua dessa capacidade tão incrível de ser humana!

lukitchas disse...

A vida é uma contradição por si só...num é necessário nem nascer pras contradições já existirem...
De qlq forma se reconhecer assim é mais que contradição..é excelência em ser quem vc é...
Esconder-se em si msm e se anular é uma "auto-contradição" se anulando perante a vc msm...

Quem vive com medo, vive pela metade..por isso fico feliz em poder dizer q VIVEMOS plenamente...principalmente qdo estou com vc !

=D