8.4.08

.das cartas que nunca foram entregues. (pt.1)

'De .m. - Para .l.

Depois de ter decifrado seus olhos, na noite anterior, me 'dizendo' que eu poderia ser 'a mulher da sua vida', eu percebi novamente, naquela outra noite o que querias dizer. E assumo que isso é deveras profundo. Pensei que, para me dizer essas coisas, assim de repente, deve tratar-se de um homem de verdade e não de um moleque qualquer, acostumado a dizer bobeiras sem muito pensar. Mas eu nem fiquei chocada. Você mal sabia que eu já havia pensado nisso muito antes. Que desde os dias que se passaram, eu sabia disso tudo. Seus olhos haviam me contado. Só não consegui dizer e guardei para mim.
Pois é cedo, cedo, cedo demais, pensei, para dizer qualquer coisa desse tipo. Achei que poderia assustá-lo, que você poderia fugir, caso uma garota insana que conhece apenas a 'três dias' chega e, sem mais, larga uma dessas. Amar assim, sem pensar, questionar, me preocupar. Pensei que isso era muita loucura para uma pessoa só, mas me impedi de dividir.
Parei pra pensar e conversar com meus botões: 'Não, isso não deve ser normal. Mas quem disse que eu sou normal?! Vai, pára com essas coisas, Mila, não pense isso mais. Esqueça essa idéia bizarra. Não existe tempo suficiente para que se pense isso, fique na sua, acabe com esses imediatismos ... coisas afins.'
Estou enlouquecendo! - Mas o Lukitchas, talvez diria: 'Iiihh, isso já faz tempo!'
Fato é que nada mais tem sido como antes. E esses dias que se seguiram são os mais mágicos já vividos por mim em termos de sensações e sentimentos nunca antes visitados. Em questão de uma semana sentimo-nos com uma intimidade absurda, aquela coisa clichê de acharmos que já nos conhecíamos há tempos, de que nos reencontramos, de que 'lemos o manual um do outro', por que gostamos das mesmas coisas e não conseguimos mais pensar em nada além de nós.

Você não me pergunta [ainda bem] mas sim, eu imagino a gente casado e totalmente fora desse 'estilo de vida' que você acha que eu levo. Imagino isso com uma refrescância que nunca senti.
Você possui uma verdade que nunca vi em nenhum homem e acho que um pouco do que você é, é o que quero ser [quando crescer]. Tenho certeza que sim. '


'acho que esse é o tal do amor'

2 comentários:

teraslife disse...

Que "bunito"!!!! ^^
Inspirada hein!?
Obrigado pelos seus coments no meu blog.
Beijão

Obs. Ahhhh inveja mata viu!? hahahahahahaha

Leonardo disse...

Incrível, mas com esse "È cedo, cedo demais" eu demorei um bom tempo para lhe dizer uma palavra que demonstrasse o sentimento que transborda em meu peito. Não que eu tivesse a obrigação de dizer o tempo todo, mas eu acabei cometendo o mesmo erro de sempre: guardar as coisas pra mim. E justamente com um sentimento que me balança, me faz acordar pra ser uma pessoa melhor e me faz 'VIAJAR' até a Patriarca para um ver o sorriso e dois olhos brilhantes da mulher mais linda do mundo =Þ

Amo você porque, com cada sorriso, cada defeito, cada beijo, cada briga, cada abraço, 'juntos somos nós'.

Bjz :*