13.4.08

.por vezes, eu uso às vezes.


"eu estive fora uns dias numa onda diferente ... e provei tantas frutas, que te deixariam tonto ..."


Hoje eu pensei muito sobre tudo, sobre todos, sobre o mundo. Cheguei a conclusão que o 'às vezes' é um conjunto de palavras ótimo e muito usado por mim, por você, por nós ... é engraçado. Porque dessa maneira eu concluo que às vezes é bom sumir e em algumas outras vezes é bom ficar calada e deixar as coisas correrem paralelas. E muitas vezes é importantíssimo escutar o toque do celular no meio da noite. Tem gente que não gosta ... por mim ele poderia tocar a cada meia-hora.
Há dias também em que tapas no rosto e lágrimas escassas valem mais do que filme e sorvete em dias de chuva. E noites em que as lágrimas vem como enchurradas devastadoras e o sorriso é esquecido, como sonho que deixamos dentro do travesseiro.
De vez em quando não escutar o que não queremos é perfeito, o problema é escutar o que queremos de vez em quando. Houve um tempo que pra mim, o cheiro da pele não mudava e, quando mudou ... mudou. E agora têm aqueles dias em que o cheiro volta e dá saudade do filme e do sorvete.
Às vezes é bom conversar, outras vezes é bom xingar, depois pedir desculpas e não precisar conversar, assim, simples, do jeito que tem que ser. Muitas vezes me bate uma solidão estranha, e de forma tão estranha ela também vai embora. Ah ... e há dias em que é bom ir embora, sem tchau, sem beijo. É estranho e às vezes, necessário. Pra mim, muito necessário.
De vez em quando o nosso quarto fica meio escuro e a gente chora, o problema nesse caso é quando choramos de vez em quando sem o quarto. E isso dói, mas é uma dor suportável e importante. Nunca contei, mas houve um tempo na minha vida em que os espelhos nem importavam tanto, e quando começaram a importar, ficou ruim. E agora têm aqueles dias em que o espelho me olha de volta e dá saudade da importância que ele não causava. Coisas da vida.
Às vezes é bom apagar os velhos momentos, as velhas coisas, os arrependimentos ... outras vezes é bom abrir os cadernos e reler as velhas marcas de lápis, os escritos bobos, as cartas que nunca foram entregues, aquele sentimento puro que está lá. Muitas vezes é triste não ter ninguém pra conversar.
Há dias em que é melhor não acordar e (ou) sonhar com o dia em que seria bom acordar. E dias que o edredon nos chama pra dentro dele, mas o frio nos chama pra fora.
De vez em quando não ser a acompanhante desejada machuca muito. O problema é não ser desejada como acompanhante de vez em quando. Há um tempo atrás eu separava as músicas pelas pessoas que elas lembravam, e, quando isso acabou, perdeu a graça.
Às vezes é bom esquecer. Outras vezes é bom lembrar do que foi bom. Tem dias que odiamos algumas pessoas, no outro desejamos somente seu abraço. Muitas vezes a gente não entende o choro das outras pessoas. E nem elas o nosso.
Há dias em que a gente some e os outros lembram de você.
De vez em quando tudo faz lembrar o que seria muito, muito melhor esquecer. O problema é esquecer de tudo que seria muito, muito bom lembrar de vez em quando.
Houve um tempo em que pensar no recomeço seria pecado, e, quando não recomeçou, foi pecado mesmo. Um minuto, um dia, um mês ou mais. Não importa o tempo que se demora pra enxergar e aceitar certas coisas, o que importa mesmo é não sentir mais falta de andar de mãos dadas às vezes.



"e nem te falei ... que eu te procurei pra me confessar. que eu chorava de amor, e não porque sofria ... mas você chegou, já era dia, e não estava sozinho ... eu estive fora uns dias. eu te odiei uns dias. eu quis te matar ..."

3 comentários:

Rodrigo Pereira disse...

Encontrei o link do seu blog no blog do Bruno Medina, "às vezes" passeaio por blogs a procura de algo interessante. "Às vezes" dá certo. O seu por exemplo é muito bom!

Parabéns.

teraslife disse...

Minha querida! Vi seu comentário no blog da Dora hahahahahahahahaha muito engraçado! Não li seu post ainda, vou ler e comentar claro!
Tem uma lição de casa pra você!
Passa no meu blog!

Beijão linda!

teraslife disse...

Nossa que profundo.
Quase chorei! É sério!
Às vezes é bom ficar inspirada, outras é bom ficar na cama acordado reflitindo!

Beijão!