18.9.08

.o instante inominável.



Fazia já um tempo que eu não sentia aquela lágrima.
Aquela lágrima que escorre ................... calma.
Que escorre lenta.
Que brota, pouco a pouco e deixa os olhos brilhando ... Trazendo memória do passado e memória de um tempo que não aconteceu ainda.
Até aquele instante ... Que os olhos se fecham.

L e n t a m e n t e .
E ela vai ...
Quente ... e lenta.
E lava.
E limpa.
E quando dei por mim ... minha Lágrima desaguou num sorriso.
(Por Bárbara Mazzola)
-----------------------------------------
Hoje é SEU dia! Dia de SER você.
Dia de dizer mais uma vez o quanto me orgulho de você, da pessoa que você é e vem construindo a cada descoberta, a cada lágrima, a cada dúvida, a cada sorriso, a cada 'LIVRAMENTO' do qual você se permite obter!
EU TE AMO, Laranjinha!
:)

2 comentários:

disse...

Ai Meu Deus!

Você é a melhor alma gêmea que o mundo podia me oferecer.




E quando eu te vi na platéia me deu um arrpeio e uma vontade de sorrir pra você. Foi como se você tivesse me abraçado naquela hora.. Eu senti segurança.. me senti protegida. Foi incrível!

Nossa.. obrigada.

Eu te amo.

Leonardo Ribeiro disse...

E não é que a atriz dona babi detonou? Ficou muito bom. Aliás, só ganhei presença no último dia porque o professor conhecia uma das meninas que participou e achou bacana eu ter ido.

PS: Eu quero meu autógrafo, babi! ;D