21.3.12

.das fábulas passageiras.

Aquele momento da vida em que você vive um conto de fadas. Uma fábula. O Patinho Feio. A Gata Borralheira.

Os livros na estante, pegando pó ... e aquela falta de tranquilidade que tão longe está. Como num conto. Numa história. Que não te bota pra dormir. Nem sonhar.

Sem um final feliz. Uma meia música. Um amor ao meio. Em que sobra muita saudade, daquilo que não existiu.

E de repente, passa.

Nenhum comentário: