15.10.13

.das coisas que não são mas são.

"escritora?", disse ele com um sorriso irônico. "escritores escrevem, não? e você não faz isso", essa parte ele não disse, mas foi o que o sorriso significou. era tão mais bonito quando os lábios sorriam de outra forma. sorriam porque amava e não porque sofria.

sim, é possível sofrer sorrindo.
é possível chorar de imensa alegria.

é possível evitar conversas porque elas são demasiadamente complicadas.
é engraçado como a gente luta tanto e tenta encarar as coisas com mais leveza, mas não enxerga que simplicidade não é evitar brigas ou sofrimento. simplicidade é aceitar, compreender, respeitar, entender a necessidade um do outro. o resto... o resto é fuga.

evitar olhar no olho é evitar amar de peito aberto.

e isso, isso eu não quero mais.

Um comentário:

Sara disse...

"evitar olhar no olho é evitar amar de peito aberto."

demorei pra comentar aqui.

vou comentar sempre agora. adoro o que você escreve, mila. e adoro as letras minúsculas. no texto que escrevi pra você, segui o mesmo formato.

beijo, mila que não é de camila.

sara :)